Home / Notícias / Líder do MBL em SC, Ramiro Zinder, será candidato a deputado estadual. Confira entrevista exclusiva.

Líder do MBL em SC, Ramiro Zinder, será candidato a deputado estadual. Confira entrevista exclusiva.

Durante a tarde de sábado, dia 04, no hotel Cambirela, o partido Democratas realizou sua convenção estadual e aprovou as candidaturas para chapa majoritária, bem como para a proporcional. Entre os presentes, estava Ramiro Zinder, um dos líderes do Movimento Brasil Livre (MBL) em Santa Catarina, que viu seu nome ser homologado para candidatura a deputado estadual. Foi a única candidatura da legenda na cidade de Florianópolis e a expectativa é de uma campanha competitiva para ocupar uma cadeira na Assembleia Legislativa. Por telefone, este blog conversou com Zinder.

JLSC: Está pronto para uma campanha em nível estadual?

RZ: Sim. Desde março deste ano, quando essa construção começou a ser realizada, sabia dos desafios e do esforço que seria necessário para estruturar todo o trabalho. Temos um bom time e recebo muito apoio das pessoas. Creio que será uma campanha competitiva.

JLSC: Até março deste ano você não pensava em se candidatar?

RZ: Sinceramente, não. Tudo iniciou quando João Paulo Kleinübing assumiu o DEM aqui em Santa Catarina e me incentivou a sair candidato. Refleti bastante, conversei com bastante gente e tomei a decisão de enfrentar o desafio.

JLSC: Por que optou pelo DEM?

RZ: Filiei-me ao partido em 2015 porque me sinto à vontade e acolhido pelos correligionários. Foi o primeiro e único partido que me filiei. Em 2016 concorri a vereador e fui o terceiro mais votado da sigla. Não tenho motivos para estar em outra legenda.

JLSC: Em 2016 foi candidato a vereador e perdeu. O que leva a crer que pode vencer desta vez?

RZ: Perdi a vaga na câmara como titular, mas fiquei como suplente. Além disso, ganhei muitas oportunidades e vivência na área pública. Hoje tenho mais experiência eleitoral e conquistei apoios que antes não tinha.

JLSC: Você estava em um cargo comissionado na prefeitura de Florianópolis e agora é candidato. Alguns dizem que isso vai contra os princípios do movimento que você faz parte. Como avalia isso?

RZ: Não há nada de errado em ocupar uma função na prefeitura e agradeço ao prefeito Gean Loureiro pela confiança. Aliás, estava lá para auxiliar os processos de desestatização do município, como as OSs, por exemplo. Tenho a certificação CP³P de profissional em parcerias público-privadas (PPPs) pelo Banco Mundial e estava lá para contribuir com o que acredito. Sempre vou preferir que pessoas capacitadas estejam ocupando esses espaços.

JLSC: Quais suas bandeiras? O que você vai defender na eleição?

RZ: O que sempre defendi. Redução de impostos, diminuição dos gastos da máquina pública, desburocratização dos processos públicos, estímulo ao empreendedorismo para a geração de empregos e maior eficiência da gestão pública.

JLSC: Caso seja eleito, gostaria de ficar marcado por algum projeto em específico?

RZ: Gostaria de poder contribuir para a construção de ferrovias em nosso estado. A BR 470 é uma vergonha para escoamento da produção industrial. É jurássico os cidadãos catarinenses dividirem espaços das rodovias com toneladas de produção industrial. É preciso estimular a logística ferroviária por meio de concessões e PPPs.

 

JornalivreSC
Desde 2014 lutando em prol da liberdade e da prosperidade.

Check Also

Missa da tainha vira ato político do SINTRASEM, que suja o campeche com cartazes colados

Era pra ser uma missa. Era pra ser uma homenagem ao Seu Getúlio, ilustre pescador …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *