Home / Notícias / MBL e Habitaculum farão ato hoje às 19h, em Florianópolis, contra o auxílio-moradia e outros privilégios

MBL e Habitaculum farão ato hoje às 19h, em Florianópolis, contra o auxílio-moradia e outros privilégios

O Movimento Brasil Livre (MBL), principal mobilizador do impeachment da ex-presidente Dilma e o Movimento Habitaculum, formado por alunos da ESAG/UDESC, vão realizar um ato contra o auxílio-moradia hoje, às 19h, em frente ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), na cidade de Florianópolis.

Para o coordenador do MBL em Florianópolis, Ramiro Zinder, o ato pretende chamar a atenção para o debate sobre os privilégios que existem na classe política, mas também no Judiciário. “O brasileiro aprendeu a se levantar contra os políticos e hoje eles possuem uma vigilância muito maior sobre seus atos. Mas o mesmo não acontece com o Judiciário que, apesar de sua vital importância para a democracia, ainda está estagnado no que se refere às regalias e privilégios como férias excessivas e o próprio auxílio-moradia”.

“O auxílio-moradia é uma imoralidade. É um absurdo um estado com tantos problemas de saúde e segurança pública, como estamos presenciando, gastar cerca de 33 milhões de reais em auxílio-moradia para servidores públicos que ganham na faixa de 35 a 40 mil reais”, diz o representante do movimento Habitaculum, Juventino Neto. Não esperamos acabar com o auxílio-moradia da noite pro dia, a gente sabe que isso é ilusório, mas a gente sabe da importância do primeiro passo. É o passo mais difícil para nós começarmos a mudar alguma coisa”, complete o estudante.

Os dois movimentos esperam reunir cerca de 20 pessoas em frente do Tribunal de Justiça. Para o líder do MBL, “não importa tanto a quantidade de pessoas, sabemos que mobilizações como aquelas do impeachment foram possíveis em outro momento de nossa história. O importante é chamar a atenção para o debate”.

Dois eventos estão criados no facebook e contam com mais de 100 pessoas interessadas.

 

 

 

JornalivreSC
Desde 2014 lutando em prol da liberdade e da prosperidade.

Check Also

Prefeitura dá xeque-mate no SINTRASEM e avisa que poderá demitir servidores públicos em greve

A assessoria de comunicação do prefeito Gean Loureiro afirmo ser possível o rompimento de contrato …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *