Home / Notas / “Se formos à esquerda, viramos uma Venezuela”, diz empreendedora da Dudalina em entrevista sobre o Brasil 200

“Se formos à esquerda, viramos uma Venezuela”, diz empreendedora da Dudalina em entrevista sobre o Brasil 200

A empresária Sônia Hess, ex-presidente da Dudalina, que hoje comanda operações de internacionalização dos negócios, concedeu entrevista para a jornalista Estela Benetti, do Diário Catarinense, sobre o movimento Brasil 200.

Na entrevista, Sônia afirmou: “Sou signatária da própria ideia de liberalismo. Se formos muito à esquerda, viramos uma Venezuela”.

Sônia Hess assumiu a presidência da Dudalina em 2003 e comandou a expansão da marca. Além das marcas Dudalina, Individual e Base, a empresa também produz camisas para  grifes como Brooksfield, Zara, Daslu e Levi’s. A produção se distribui por quatro unidades, três em Santa Catarina e uma no Paraná.

Mulher guerreira e empreendedora, Sônia nunca foi apoiada pelas feministas.

JornalivreSC
Desde 2014 lutando em prol da liberdade e da prosperidade.

Check Also

Comprovado! Esquerdistas comem merda e divulgam cardápio na página do Catraca Livre

O Catraca Livre divulgou ontem, em seu Facebook um cardápio, um tanto quanto exótico. Como …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *